Selvagem Ruptura

Blog
[…] Mais uma bela noite à nos envolver
O céu e suas estrelas…

Sublimes…
Pomposas…
Eternas…

Tão próximas…

Sem lágrimas hoje…
Sem sorrisos forçados…
Sem abraços comprados…

A simbiose se torna completa
quando tua voz me encontra absorto e estático…

Ok, venha, vou lhe ouvir mais esta vez…
(como se eu não necessitasse disso) […]

Soestri

Anúncios

Pálido Luar Metropolitano

Pálida e leve Lua

[…] Enquanto gentilmente iluminado pelo pálido luar…
Esta formosa noite traz-me pensamentos agradáveis…

Em meio à um sorriso tranquilo, entendo que
Necessito partir para outros sonhos…

E caminhando pelas fronteiras deste
Eterno horizonte percebo…

Para que pensar em mim se a porta para
o próximo já está aberta?

Não culpe o outro, por mais culpado que ele seja…
Não impute nada à alguém por mais religioso que você seja…
Não discuta por coisas que serão aprendidas apenas com o tempo…

E ainda paralelo à estas considerações…

Visualizo-me pairando inebriante entre as
Diversas melodias metropolitanas…

Reafirmo…

Música boa eleva o espírito e faz bem para a alma…

Sempre […]

 

Soestri

Vicioso Coração Humano

Vicioso Coração Humano

[…] Profundas e palpáveis reflexões provém
De minha mente o tempo todo
Não permito que minhas ações exponham isto,
Meramente por ser algo extremamente subjetivo…

Evidencio apenas o que é bom ao
Uso para com meu próximo…

Tenho procurado razão em ações mas
Não sinto que este é o caminho…
Há um abismo entre pensar e fazer,
Sendo certo ou não, mas o simples pensar
Antes de fazer evita o erro…

Tenho discutido assuntos e
Idéias diversas comigo mesmo…

Egoísmo extremo, aceitação geral
De entretenimento sem cultura,
Escassez exacerbada de argumentos
Sobre qualquer assunto…

Me deparo com isto o tempo tempo…
À toda hora…

Mas espere…

Nunca me coloquei como o dono da razão…
sou mera poeira ao vento que faz
questão de passar sem ser notada…

Mas falo do que vejo e vivo…
Tenho analisado estes corações viciosos
enquanto circulo entre diversos indivíduos…

Entre eles o maior vício é o da
sabedoria, que mal administrada
corrompe a alma a tal ponto de
tirar sua valorosa visão e avaliação
sobre as coisas simples…

E são nas coisas simples,
meu caro leitor,
que surgem os argumentos básicos para
qualquer que seja o assunto em questão […]

Soestri

Undish – Letter nr. 8

As broken dreams eternity, You are
and truly real touch of friendly hand
that seems to be the last resort
You are the silence after the heaviest storm
and the sound of dust falling down, on coffin lid
You are a born of love need of giving oneself to the neighbours
and a longing cry for freedom
You are certainty born of uncertainty
and awaiting butterfly

 

TRADUÇÃO:

Como sonhos desfeitos pela eternidade, Você é…
E o toque verdadeiramente real da mão amiga,
que parece ser o último recurso…

Você é o silêncio após a tempestade mais pesada
e o som de poeira caindo, na tampa do caixão

Você nasceu da necessidade do amor, de dar a si mesmo pelo próximo…

Em um saudoso grito de liberdade
Você certamente nasceu da incerteza
E aguardando a borboleta…

 

Imersão noturnal utópica

Imersão noturnal utópica
[…] O quão maravilhosa e sublime é a noite e seus elementos
Este silêncio absoluto e contido me eleva à
Um universo em pensamentos…

A gênesis desta, sempre me transporta para
Aquele lugar o qual me sinto confortável

Até mesmo os sons, os cheiros e os gostos
Se tornam magicamente diferentes

Submerjo com tamanha intensidade em meu ser nesta
Escuridão noturnal e devaneadora,
Que retornar torna-se próximo do impossível…
Mesmo neste deleite, não me permito
Ser subjugado por esta ilusória utopia…

O motivo?

Vejo e percebo que envelheço um pouco mais
Rápido sem os momentos, os sorrisos e abraços…
Oh Deus, isto é tão necessário […]

Soestri

 

Cabelos vermelhos

cabelos-vermelhos

LEIA OUVINDO ESTA MÚSICA:

———————————————————-

[…] E nesse contexto, estava ela…
Suave…quase flutuava entre as estrelas deste céu claro…
De uma alma juvenil sem igual e sorriso delicado…

Que teus olhos não se encontrem com
os meus, para que eu não me exponha
mais do que o necessário…

Teus longos cabelos vermelhos
esvoaçam naturalmente enquanto
luzeiros lunares a afligem numa
belíssima sintonia semi-onírica…

Angelical, como sempre, tua risada clarea o próprio sol…

Luxúria? Não mesmo…seria para mim uma comum admiração…
Idolatria? Também não…voltemos simplesmente à admiração…
Respeito? Sim…sintoniza melhor os sentimentos expostos..

Respeito por sua singular simplicidade e qualidades…
Essa é a síntese […]

Soestri

Vislumbre longínquo

Blog

[…] Perseguindo cada transeunte com os olhos…
Lá estava aquele, à quem chamaremos aqui de “a pessoa”…

Tão certa de suas certezas, tão convicta de suas convicções…

Observando intensamente cada um dos que ali passava…
Era como um cinema da vida real, o qual além de fazer parte, os detalhes, todos, saltavam-lhe aos olhos…

Naquele pequeno banquinho, enquanto o sol matinal a atingia,
Estes e outros pensamentos a encontraram:

A esperança de um confortável porvir…
A importância de ser dona de suas ações…
A severa ideia de que a fome era algo que, de alguma maneira, sempre voltava…

Não fazia questão de ser diferente, porém, as circunstâncias
a faziam assim, lembrando claramente de todos momentos que a levaram àquele reflexivo instante,
lágrimas ora tristes, ora alegres, passaram à afligir seu rosto…

Ora…a vida e as oportunidades continuam surgindo até o
momento que em que deixamos de respirar certo?

E levantando-se, ela procura seguir em frente…sem lágrimas…

Certa de suas certezas e convicta de suas convicções […]

Soestri